Carrinho

Como Funcionam as Cartas de Tarot?

O Contexto do uso do Tarot

As pessoas normalmente têm problemas a resolver quando recorrem a formas de esclarecimento como o Tarot, a Cabala e outros tipos de ações esotéricas e, além disso, também acreditam que estes métodos realmente funcionam. Sempre vale a frase “o milagre está nos olhos de quem vê”, mas, para muita gente, as cartas de Tarot e seu respectivo significado fazem muito sentido quando analisadas da maneira correta.

Imagine a seguinte situação: você vive um problema em sua vida, uma questão não resolvida. Como resultado disso, decidiu-se recorrer ao Tarot. Para uma pessoa com problemas, é como se as 78 cartas do Tarot circulassem em volta de sua cabeça de maneira desordenada e rápida. Assim, é apenas possível ver as “costas” da carta, ou seja, permanecer na escuridão. É por isso que esses sujeitos precisam de uma pessoa preparada para lidar com as cartas – o tarósofo – que poderá coletar os cartões de maneira ordenada e interpretar o significado de cada carta de acordo com os problemas que vive o indivíduo que procura ajuda.

Os registros históricos mostram que as cartas de Tarot começaram a aparecer na França ainda no Século XV, passando a ser utilizadas como forma oracular de se prever o futuro cerca de 300 anos depois na Europa e nos países que os europeus colonizaram.

O funcionamento do Tarot tem até mesmo explicação científica: de acordo com pesquisas, a escolha, a observação e a interpretação dos significados de cada carta de Tarot ajudam a psique humana de forma subconsciente a compreender melhor a sua própria realidade. Mas é sempre bom ressaltar que tem muitas coisas na vida que a ciência não explica, e a complexidade do baralho de Tarot é uma delas.

As Cartas

As cartas de Tarot exibem 22 figuras chamadas de Arcanos Maiores. Também são compostas de 56 Arcanos Menores, que podem ser divididos de acordo com os quatro naipes tradicionais de um baralho comum: Ouros, Espadas, Copas e Paus, cada um com uma função, que são diferenciadas ou acrescentadas conforme mais cartas são viradas. Ou seja, o número de posições possíveis para um baralho de Tarot são 22 x 56 x 4, ou seja: 4928 combinações que podem ser submetidas ainda às infinitas circunstâncias de vida pela qual vivem as pessoas.

Não é qualquer pessoa que pode ser um Taraósofo. Normalmente, são pessoas com capacidades mediúnicas que estudam por muitos anos os significados das cartas, possuindo experiências distintas com cada uma delas, o que ajuda a desenvolver sua linha de leitura e interpretação.